Projetos em destaque // Gestão Socioambiental

  • Reassentamento de Itaparica

    O reassentamento de Itaparica é o maior e mais controvertido projeto socioambiental jamais implantado no Brasil. É o primeiro grande projeto de reassentamento do período histórico que corresponde à redemocratização do país. Acredita-se que a Companhia Hidroelétrica do São Francisco – CHESF já investiu mais de R$ 1 bilhão de reais. Itaparica foi um dos primeiros grandes projetos de reassentamento no mundo a preocupar-se com a oferta de oportunidade de geração de renda para a população atingida. Em que pese o pioneirismo e as boas intenções, passados mais de vinte anos do reassentamento, a Chesf ainda está envolvida no atendimento de demandas.

    Anteriormente a Chesf já havia promovido o reassentamento de Sobradinho, o que foi tema de música popular bastante conhecida, que tratava do "adeus" às cidades de Remanso, Casa Nova, Sento Sé e Pilão Arcado.

    A Projetec participa do projeto Itaparica desde o seu nascedouro. A Projetec elaborou o projeto de engenharia e realizou a supervisão das obras do perímetro de irrigação Apolônio Sales. Este projeto contou com a participação ativa da população beneficiada, desde a sua concepção, até a transferência das famílias e o início da operação.

  • Plano integral de Gestão Sócio Ambiental - PIGSA

    A implementação do Plano Integral de Gestão Sócio Ambiental (PIGSA) da região de Manabí, Equador, tem como principal objetivo contribuir com o desenvolvimento sustentável da área dos travases, integrando os recursos naturais e o habitat humano. Esta área abrange seis bacias hidrográficas, e um total de 6.503 km².

    Dentro da área analisada, têm sido encontrados diversos problemas sócio-ambientais, como a degradação da qualidade da água, cobertura vegetal e diversidade biológica, proliferação de macrófitas, além da erosão de encostas. Para reverter esse quadro, além de esforços para recuperação e conservação do meio ambiente, ações e estudos desenvolvidos pela Projetec incluem o envolvimento da população e o fortalecimento institucional, através de programas de conscientização ambiental.

  • Plataforma de Desenvolvimento Integrado Sustentável do Portal Amazônico - PDISPA

    A Plataforma de Desenvolvimento Integrado Sustentável do Portal Amazônico, PDISPA, foi concebida para concatenar os projetos e ações de responsabilidade sócioempresarial e estratégias de integração sócioambiental das obras do Eixo Multimodal Amazonas Norte – IIRSA Norte, trecho Tarapoto – Yurimaguas, levadas a cabo pela Construtora Norberto Odebrecht. Localizado no Peru, esse eixo é constituído de uma rodovia que liga o porto de Paita, na costa do Pacífico, ao porto fluvial de Yurimaguas, na Amazônia peruana, tendo sido a primeira associação público-privada em rodovias no país.

    O trabalho foi desenvolvido em dois anos, em duas etapas. Inicialmente foram concebidos instrumentos da estratégia de responsabilidade sócioambiental da obra, uma rodovia pavimentada que atravessa um trecho da primeira unidade de conservação ambiental regional do país, na Cordillera Escalera, um ecossistema de selva alta. Através de um centro de reintrodução de espécimes de fauna e a promoção do cultivo de café orgânico integrado com a floresta, a construtora demonstrou na prática o compromisso com a preservação do meio ambiente na área mais crítica da obra.

    O segundo momento tratou de garantir um legado de longo prazo, pela concepção de uma plataforma de desenvolvimento regional que congregou instituições governamentais e da sociedade, além de agentes de financiamento como a CAF, em torno dos conceitos de sustentabilidade pela consolidação dos capitais ambiental, humano, social e produtivo.

    Essa plataforma não limitou-se ao plano conceitual, mas traduziu-se também em iniciativas concretas como a implantação de programas de apoio às cadeias produtivas da região financiados por recursos de instituições de fomento do desenvolvimento, e a instalação de uma Unidade de Promoção do Desenvolvimento, nas instalações do principal acampamento das obras. O trabalho, em ambas as etapas, foi agraciado com importantes prêmios como o Prêmio Destaque Odebrecht na Categoria Meio Ambiente, em 2007, e o Prêmio Peru 2021, de responsabilidade social, em 2008.

  •  

    Principais clientes

    • » Companhia Hidroelétrica do São Francisco – CHESF
    • » Odebrecht
    • » CRM (Equador)
    • » Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – FIEPE