Projetos em destaque // Recursos Hídricos

  • Plano Hidroambiental das bacias hidrográficas dos rios Ipojuca e Capibaribe

    A Projetec foi contratada para elaborar estudos de planejamento hidroambiental das bacias dos rios Capibaribe e Ipojuca, em Pernambuco. A importância deste trabalho é ainda maior devido ao trajeto realizado por ambos os rios, que atravessam o Agreste de Pernambuco, a região mais crítica do Brasil em termos de disponibilidade hídrica. Destaque-se a magnitude das bacias: o Capibaribe tem 240 km de extensão, banha 42 municípios, que somam 1.328.361 habitantes e o Ipojuca tem 250 Km de extensão, banha 24 municípios nos quais residem 568.630 habitantes.

    A água é, portanto, fator estratégico de desenvolvimento das bacias do Capibaribe e Ipojuca e a Projetec está mobilizada para planejar o seu uso da forma mais racional possível. Além da escassez, a poluição por esgotos urbanos é outro fator de limitação do uso da água destes rios. Um dos produtos mais esperados do estudo é a definição de uma carteira de projetos de financiamento que possam garantir o desenvolvimento sustentado destas bacias.

  •  

    Atlas Nordeste

    O Atlas Nordeste é um estudo de planejamento de abastecimento de água que abrange os nove estados da região Nordeste e as bacias dos rios São Francisco, Pardo, Murici e Jequitinhonha, em Minas Gerais. Com o objetivo de identificar e propor alternativas técnicas que atendam às atuais e futuras demandas de água da população urbana da área, os estudos foram divididos em dois grandes blocos: a avaliação da oferta de água bruta e elaboração de propostas de alternativas técnicas e soluções de engenharia para os problemas identificados.

    Foi previsto um orçamento total de aproximadamente R$ 3,5 bilhões para atender 1.356 municípios em horizontes temporais curto, médio e longo. Assim, dois grandes grupos de soluções foram elaborados a partir da análise do manancial e do sistema produtor existente. No primeiro grupo, estão as obras propostas aos municípios que possuem um sistema satisfatório de abastecimento. Nesse caso, as soluções propostas passam pela utilização ou adequação desse sistema. Nos municípios onde o sistema de abastecimento é insatisfatório, foram propostas novas soluções, como ampliação, integração ou utilização de novos mananciais.

  •  

    Canal do Sertão Pernambucano

    O projeto Canal Sertão Pernambucano tem como principal objetivo promover o desenvolvimento econômico, social e ambiental do extremo oeste de Pernambuco. O projeto prevê o fornecimento de recursos hídricos em quantidade e qualidade para dezessete municípios, desde Casa Nova, Bahia, até Serrita, Pernambuco, passando por cidades como Petrolina, Araripina, Ouricuri, Parnamirim, Cedro e Exu, com uma área irrigada de 139.728ha.

    Com equipe multidisciplinar formada por economista, cartógrafo, geógrafo, administrador e engenheiros civis, agrônomos, elétricos e mecânicos, o projeto visa à captação de aproximadamente 71,4m³/s de água no reservatório de Sobradinho e a distribuição ao longo de 577 km de canais. O volume captado de água está destinado a múltiplos usos, entre os quais cabe destacar: abastecimento humano (urbano e rural), agricultura irrigada, agroindústria, dessedentação animal, pecuária assistida (bovinocultura e caprinocultura), mineração e aqüicultura.

  •  

    Estudo Hidrogeológico da Chapada do Apodi

    O processo de desenvolvimento econômico e social de uma região está intimamente relacionado com a forma de utilização de seus recursos naturais, sendo a água um dos componentes fundamentais. Com essa filosofia em vista, a Projetec tem desenvolvido a avaliação dos recursos hídricos subterrâneos de uma área da bacia Potiguar que envolve os aquíferos de Barreiras, Jandaíra e Açu, nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará.

    Através de estudos que caracterizaram os aquíferos em suas dimensões geológicas, hidrogeológica, hidrogeoquímica e de vulnerabidade, a Projetec vem desenvolvendo um banco de dados de poços e definiu padrões hidráulicos aplicáveis à região. Dessa maneira, tem sido elaborado um modelo de gestão compartilhada dos recursos hídricos entre os Estados envolvidos.

  •  

    Principais clientes

    • » Agência Nacional de Águas – ANA
    • » Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba – CODEVASF
    • » Companhia Hidroelétrica do São Francisco – CHESF
    • » Secretarias de Recursos Hídricos Estaduais do Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Pernambuco